Furão-do-pé-preto, mamífero mais raro da América do Norte, invade garagem no Colorado

Se você estiver fazendo uma limpeza em seu quintal, no quartinho dos fundos ou na garagem de sua casa e, por acaso, encontrar algum animal, pense bem antes de dar qualquer destino a ele, já que você pode estar diante de alguma preciosidade da natureza. Um cidadão norte-americano de Pueblo West, no estado do Colorado, se deparou com um pequeno invasor em sua garagem e nem podia imaginar estar diante do mamífero mais raro da América do Norte.Furão-do-pé-preto, mamífero mais raro da América do Norte, invade garagem no Colorado

Mamífero mais raro da América do Norte, furão-do-pé-preto é encontrado em garagem no Colorado. Imagem: Colorado Parks & Wildlife

Isso aconteceu na última segunda-feira (8), quando o homem, que não teve sua identidade revelada, viu um pequeno furão em sua garagem. Imediatamente, ele prendeu o bichinho em uma caixa e acionou o Colorado Parks & Wildlife (CPW), entidade equivalente ao nosso IBAMA, mas em nível estadual.

publicidade

Ainda bem que ele teve essa atitude, em vez de espantar ou, até mesmo, matar a criatura selvagem. Segundo o CPW, o penetra é uma doninha-de-patas-pretas (Mustela nigripes), também conhecida como toirão-americano ou furão-do-pé-preto, um animal raríssimo e ameaçado de extinção.

“A CPW recebeu um telefonema de um proprietário de uma casa nas proximidades, informando que um Furão estava em sua garagem”, revelou a CPW em um comunicado à imprensa, na quarta-feira (10). “No momento em que os oficiais da CPW, Cassidy English e Travis Sauder, chegaram, o dono da casa havia persuadido o furão a entrar em uma caixa”.

Leia mais:

Biólogos monitoram população de furões-dos-pés-pretos, mamífero raro e ameaçado

Segundo o jornal local The Sacramento Bee, durante anos, o CPW fez parte de um esforço de conservação para proteger a espécie. Mais de 120 furões-dos-pés-pretos foram soltos desde 2013 no Walker Ranch, uma paisagem extensa perto da residência onde esse último foi encontrado.

Biólogos da entidade monitoram os animais e dão vacinas contra a praga dos furões para ajudar a restaurar a população. Cada furão liberado tem um microchip que pode ser escaneado.

Depois que os funcionários da CPW resgataram o animal na casa do americano, eles contataram uma sociedade humanitária próxima para ajudar a identificá-lo. Os agentes também enviaram fotos do furão (ou ferret) aos biólogos do Serviço de Pesca e Vida Selvagem dos EUA, que determinaram que o animal estava saudável e deveria ser solto novamente na colônia.

Então, o furão foi solto e correu de volta para a toca, de acordo com a CPW. “Isso é extremamente raro”, disse Ed Schmal, biólogo conservacionista da organização. “Os furões-dos-pés-pretos são noturnos e extremamente tímidos. Por algum motivo, este deixou a colônia e estava procurando abrigo. Estamos felizes que ele estava saudável, não morrendo de fome ou doente, e que fomos capazes de capturá-lo e devolvê-lo à colônia”.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!